sexta-feira, 17 de outubro de 2014

DOIDERA BLOG VENDE ARMAS DIRETO DO PARAGUAI PARA O BRASIL SEM REGISTRO

O blog brasilcomarmas.blogspot.com.br  esta vendendo pistolas e revolves a preços de banana, mais sera que o vendedor realmente entrega as encomendas? É só pagando pra ver mesmo, se tiver alguem que tenho comprado alguma e tenha sido entregue como combinado favor deixe nos comentarios.



Taurus PT 100



R$ 2500
Calibre: .40 S&W
Capacidade: 11+1 tiros 
Taurus PT 24/7

R$ 2400
Calibre: .40 S&W
Capacidade: 15+1


Taurus PT 92 


R$ 2500
Calibre: 9mm

R$ 2500
Calibre: .40 S&W
Capacidade: 11+1 tiros 
Taurus PT 24/7

R$ 2400
Calibre: .40 S&W
Capacidade: 15+1


Taurus PT 92 


R$ 2500
Calibre: 9mm
Capacidade: 15+1 tiros







terça-feira, 19 de agosto de 2014

ATENÇÃO POLICIAIS!!!

ATENÇÃO POLICIAIS.
VC estão vendo o q esta acontecendo diuturnamente policiais morrendo na folga e de todos os jeitos.
Foi rastreado na escuta q isso tem ordem e o porque.
Foi gravado uma conversa entre Elias maluco q esta preso e um comparsa q esta solto. Onde ELIAS MALUCO fica sabendo da suposto sequestro e possível morte de seu filho O MALUQUINHO.
Ele então ordena a esse comparsa q todas as comunidades do CV. Vão a CAÇA de Policiais de folga de serviço de seguranca com a familia.sequestrar e executar e da forma mais escrota q puder. E para humilhar mesmo esculachar esses vermes FDP. A frase dita por ele.
E ainda tem 1000 reais para os gansos e simpatizantes de bandidos q derem endereço de policiais placas de carros e modelos endereço de escola de filhos desses policiais. Resumindo da rotina e a forma mais fácil de pegar. Os viciados ganham hum mil reais e os executores cinco mil reais.
Entao policiais não vamos dar mole em barzinho na esquina e no laser pois as vidas de vcs não tem preço. E viciado bom e t viciado. Morto pq esses coitadinhos como dizem a midia . são os que estão entregando vcs.
Repassem e .
Lute ate a ultima chance de vida. Pois Deus esta conosco!

Policial militar é morto a tiros perto de favela na zona norte do Rio

Após ser atingido por disparos, Marcelo Dantas dos Santos perdeu o controle do veículo e bateu em uma pilastraReprodução / Rede Record
O subtenente da Polícia Militar Marcelo Dantas dos Santos, de 47 anos, foi assassinado a tiros na noite de segunda-feira (19) perto do morro da Pedreira, em Fazenda Botafogo, na zona norte do Rio. Ele estava à paisana e passava de carro pelo local quando foi surpreendido por dois homens em uma moto, que abriram fogo contra a vítima.
Santos não teve tempo de reagir e morreu no local. A Divisão de Homicídios assumiu as investigações e fez uma perícia na área do crime. Os policiais tentaram recolher impressões digitais no carro da vítima, que estava com os vidros estourados e com uma marca de tiro na lataria.


Imagens de câmeras de segurança na região podem ajudar nas investigações. Testemunhas informaram à polícia que viram os dois responsáveis pelos tiros fugir logo após o assassinato.
Santos deixa mulher e dois filhos. Nenhuma hipótese foi descartada pelos investigadores, mas a maior possibilidade é de que o crime tenha sido premeditado.
O subtenente trabalhava internamente no Batalhão de Rocha Miranda (9º BPM) e era considerado uma pessoa tranquila pelos colegas. A polícia quer saber o motivo de Marcelo, que não estava de serviço e não morava no bairro, ter passado perto da comunidade da Pedreira pouco antes das 21h.
Outro PM assassinado
Policiais do Batalhão de Belford Roxo (39º BPM) encontraram na segunda-feira (18) um corpo carbonizado dentro de um carro na localidade Jardim Gláucia, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A família do policial militar Douglas Costa da Silva, que atuava na UPP Fazendinha, no Complexo do Alemão, e que estava desaparecido desde a madrugada de segunda, reconheceu o corpo.
Assista ao vídeo:









Policial de UPP é torturado e morto por bandidos na Baixada Fluminense

RIO DE JANEIRO, RJ - O policial Douglas Costa da Silva, 22, lotado na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Fazendinha, no Complexo do Alemão, zona norte do Rio, foi torturado e encontrado morto na mala de seu carro em um bairro do município de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Silva conversava com dois amigos, na noite de domingo (17), em um posto de gasolina, em Belford Roxo, quando foi abordado por quatro homens em duas motos. Eles foram rendidos e levados para a localidade conhecida como Jardim Gláucia. Todos os três foram torturados pelos criminosos. Os amigos do policial tiveram escritos no rosto as inscrições "CV", as iniciais da facção Comando Vermelho, grupo que atua no Complexo do Alemão, apesar de haver uma UPP no local desde abril de 2012. Integrantes da facção, com passagem pela polícia, fugiram para cidades da Baixada Fluminense com a ocupação policial. Os investigadores suspeitam que alguns deles foram para Belford Roxo. Segundo relatos dos amigos, os criminosos suspeitaram de que Silva era policial ao ver que ele estava armado. Após a sessão de tortura, os jovens foram liberados mas Douglas Silva foi mantido em poder dos quatro homens. Os amigos do policial foram até o batalhão de Duque de Caxias onde denunciaram a tortura e o desaparecimento do PM. Apenas às 5h30 desta segunda (18), o carro do policial foi encontrado com um corpo carbonizado em sua mala. A polícia não tem dúvidas de que o corpo seja do PM Douglas Silva. Uma equipe de psicólogos da CPP (Coordenadoria de Polícia Pacificadora) foi designada para acompanhar os familiares do policial na tentativa de identificação do corpo.  

PM é executado na Pedreira e RJ tem mais de 70 policiais mortos em 2014

Colegas da vítima dizem que ataque foi ordenado por traficante. Policial que estava em blitz em Inhaúma também foi alvo de criminosos.
Mais um policial foi morto por criminosos na noite desta segunda-feira (18) no Rio, em um dos acessos ao Morro da Pedreira, em Fazenda Botafogo, no Subúrbio. O subtenente Marcelo Dantas dos Santos trabalhava no 9º BPM (Rocha Miranda). De acordo com a Polícia Militar, 73 policiais morreram desde o início de 2014, 14 em serviço e 59 de folga.
O policiamento teve que ser reforçado para o trabalho da perícia. O subtenente Marcelo Dantas dos Santos estava à paisana e seguia em direção à Avenida Brasil quando foi abordado pelos criminosos. Segundo policiais, o subtenente foi atingido por tiros de pistola e fuzil e morreu no local. Os investigadores vão tentar descobrir se foi uma tentativa de assalto ou execução.
Colegas do policial não quiseram gravar entrevista, mas disseram que o traficante Playboy, chefe do tráfico do Morro da Pedreira, teria ordenado a morte de policiais que trabalham na região.

Outro PM atacado
Um sargento do 3º BPM (Méier) também foi atacado por bandidos por volta das 21h desta segunda-feira. Ele estava em uma blitz, em Inhaúma, na Zona Norte, quando homens em uma moto passaram atirando. O policial foi atingido na perna e nas costas, foi internado no hospital da PM, mas passava bem na manhã desta terça.
Na madrugada de segunda, traficantes sequestraram o soldado Douglas Costa Silva, da UPP da Fazendinha, e outros dois amigos, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Os amigos do policial foram torturados e liberados em seguida. De manhã, um corpo carbonizado foi encontrado dentro de um carro, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A Divisão de Homicídios pediu um exame de DNA para saber se o corpo é ou não do soldado.

domingo, 17 de agosto de 2014

17 mortos fecha o saldo de violência em comunidade de Imbariê-Duque de Caxias

Moradores apavorados abandonam residência na comunidade Santa Lúcia.


ScreenShot139
A onda de violência que assola a baixada fluminense, culminou com saldo de 17 mortos na noite de sexta feira 25 de julho, na disputa por território de distribuição de drogas na comunidade de Santa lúcia, no bairro de Imbariê-Duque de Caxias.
Segundo moradores, duas facções do crime organizado, Comando Vermelho e Terceiro Comando, foram os responsáveis pela lavagem de sangue que deixou até policiais experientes, perplexos com tamanha violência.
As cenas da guerra são chocantes, segundo moradores,  o tiroteio durou até ao amanhecer corpos espalhados por todos os lados da comunidade,  5 próximos ao depósito das Casas Bahia, na Taquara; mais outros cinco encontrados no Campo do XV, em Imbariê e mais 5  na comunidade de Santa Lúcia, em outro ponto, mais dois corpos de mulheres.
foto 3 (1)
Um caveirão foi acionado pelo 15º BPM de Duque de Caxias para intervir na guerra das facções e dar segurança aos moradores. Moradores não quiseram falar com nossa reportagem, todavia apuramos detalhes que seria uma guerra esperada no bairro, vários pontos de distribuição de drogas espalhados na localidade causam pavor e medo nos moradores, acostumados a conviver diariamente com fuzilamentos e tiroteios todos os dias na guerra estabelecida nas comunidades da localidade.
“Não sabemos mais o que fazer!” declarou uma moradora, nervosa pedindo para não ser identificada e disse que deverá se mudar ainda pela manhã, ” Tenho filhos,  não durmo mais, vivo a base de calmantes, isso não é vida.”
foto 5 (1)
Estamos diante de uma guerra brutal, a sociedade precisa de proteção do Estado, quanto tempo ainda será preciso para acabar com a violência que assola nosso Estado? A Baixada é diferente da Capital? Onde estão as autoridades? 2014 é ano eletivo, pense o que você pode fazer com seu voto para mudar a triste realidade de um Estado que privilegia a parte nobre e abandona sua comunidade e acima de tudo sua dignidade.
Foram presos três meliantes, sendo um menor que portava 1700 sacoles de cocaína, uma pistola 9 milímetros, devidamente municiada, essas foram as informações do Delegado Fabio Luiz, adjunto da 62ª DP de ibariê.